A SPO “partiu de uma necessidade prática”

Imagem da notícia: A SPO “partiu de uma necessidade prática”

 

 

A Sociedade Portuguesa de Ortodontia (SPO), fundada em 1995, partiu de uma necessidade prática. “Depois de fazer os cursos com Hugo Trevisi, eu e o pequeno grupo da formação sentimos alguma dificuldade em aceder a material específico e desenvolvemos uma sociedade comercial de importação de material, assim como cursos para aprender a lidar com todas as inovações, a maioria desconhecidas no nosso país”, explica o presidente Francisco Freitas.

 

Assim nasceu a Sociedade Portuguesa de Ortodontia, ‘Straight-wire’. “Depois compreendemos que a ortodontia era mais abrangente que uma dada técnica e passamos a assumir a designação SPO”, acrescenta.

 

Para o dirigente, a formação constitui o principal desafio que se impõe na especialidade. A instituição, constituída por cerca de 250 associados, dedica assim grande parte do seu tempo a acções de formação em fins-de-semana, a formações avulsas para associados e ao seu congresso anual.

 

A revista da SPO representa também um ponto de honra, ao reunir contributos de interesse para os especialistas, com informações de carácter prático.

 

21 Dezembro, 2009
Atualidade

Notícias relacionadas