“Servimos as populações, a sua saúde e bem-estar”

Imagem da notícia: “Servimos as populações, a sua saúde e bem-estar”

DentalPro: A área dentária constitui a força da Inibsa. Como surgiu essa vocação?
Gonçalo Vasconcelos: Em Portugal surgiu naturalmente. Os Laboratórios Inibsa são um dos maiores fabricantes europeus de anestubos para medicina dentária, pelo que é natural que uma parte importante da nossa actividade passe pela sua promoção. No entanto, impulsionamos ainda outros produtos nesta área, nomeadamente os biomateriais para regeneração óssea (Geistlich Bio-Materials) e uma gama ampla e de grande qualidade em desinfecção e esterilização de superfícies, pessoas e instrumentos (Instrunet), entre outros. Os Laboratórios Inibsa operam ainda noutros sectores de actividade. A área hospitalar e a farmácia (OTC e ambulatório) constituem unidades de negócio com um peso muito importante na nossa actividade. Promovemos também produtos para a desinfecção em ambiente hospitalar, produtos oncológicos, soluções de bem-estar, dermocosmética corporal, assim como o Nausefe, único no mercado no combate à náusea das grávidas.

DP: Numa área tão competitiva como a farmácia, o que vos distingue do mercado e confere à Inibsa uma identidade própria?
GV: Aparte da elevada qualidade dos nossos produtos, que está na base de toda a nossa actividade, somos um grupo de pessoas empenhadas em prestar o melhor serviço aos nossos clientes e aos seus pacientes. A equipa Inibsa sabe onde está e, principalmente, onde quer chegar. Operamos de acordo com uma linha estratégica muito bem definida e sempre com o objectivo de nos superarmos em tudo o que fazemos. A farmácia é uma paixão e trabalhamos arduamente para sustentar a nossa actividade no presente e no futuro. Conferimos especial atenção às questões regulamentares e actuamos sempre de acordo com as regras impostas pelas entidades reguladoras do sector, como a Ordem dos Médicos Dentistas e o Infarmed. Os nossos produtos são reconhecidos nacional e internacionalmente pela sua elevada qualidade, eficácia e segurança. Por tudo isto, assumimos, sem dúvida, uma identidade única.

DP: Qual a importância que a Inibsa confere à Investigação & Desenvolvimento (I&D)?
GV: Eu tenho o privilégio de pertencer a um grupo restrito de pessoas que avalia e desenvolve projectos de impacto efectivo na qualidade de vida das populações. Este sentimento de responsabilidade é partilhado por todos nós e impele-nos a procurar mais e melhores soluções, novos caminhos no desenvolvimento da saúde e bem-estar das populações. Como organização responsável que somos, preocupamo-nos e procuramos ser os melhores naquilo que fazemos e queremos manter, desenvolver e elevar ainda mais estes padrões de qualidade e responsabilidade.

DP: Os médicos dentistas são clientes exigentes? O que procuram eles na Inibsa?
GV: Claro que são! E ainda bem, uma vez que exigem permanentemente que façamos mais e melhor. Dos Laboratórios Inibsa esperam e procuram aquilo que querem para eles próprios: qualidade, competência, eficácia, bom serviço, colaboração, produtos de qualidade e inovação. Para nós é um privilégio trabalhar com profissionais tão exigentes e competentes. A Inibsa partilha com os seus clientes o mesmo objectivo: sermos cada dia melhores naquilo que fazemos.

DP: Como antecipa o futuro nesta área?
GV: Com muito optimismo. Considero que ainda há muito para fazer nesta área e os Laboratórios Inibsa querem participar activamente neste processo. A medicina dentária em Portugal atingiu um nível muito elevado. No entanto, o grande desafio para a especialidade passa por alargar o acesso a estes cuidados a todos. Uma fatia muito importante da população encara a medicina dentária como uma questão estética e, pese embora isso não seja completamente falso, assume-se também uma questão de saúde pessoal e pública, que todos temos a responsabilidade de divulgar e promover. No que se refere à Inibsa, continuaremos a colaborar com todas as entidades responsáveis por esta divulgação e pretendemos lançar uma campanha nacional para promover as visitas regulares ao dentista. Tal como os médicos dentistas, servimos as populações, a sua saúde e bem-estar.

BIO: Gonçalo Maria Ramos Chaves de Almeida e Vasconcelos nasce a 27 de Março de 1970 em Lisboa. Obtém o bacharelato em Contabilidade e Administração e, mais tarde, licencia-se em Economia. Actualmente, encontra-se a concluir o MBA no Instituto Superior de Economia e Gestão, da Universidade Técnica de Lisboa. Após desempenhar funções de direcção financeira em várias empresas, Gonçalo Vasconcelos chega aos Laboratórios Inibsa em Junho 2003 para ser director financeiro da empresa. Em Maio de 2004, passa a director-geral da empresa. Trabalhar na área farmacêutica constitui para si uma “responsabilidade acrescida”. Com 50 anos de história, a Inibsa exibe uma “identidade única”, que se repercute no reconhecimento nacional e internacional.

18 Fevereiro, 2010
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Pretendemos que esta formação se situe na vanguarda”

Longínquo vai o ano de 1999, quando a base da especialização em periodontologia foi apresentada pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP). Volvidas mais de duas décadas, Ricardo Faria Almeida é o responsável pela nova pós-graduação de Periodontologia e Implantes da instituição portuense.

Ler mais 30 Março, 2021
Entrevistas

“Somos um sindicato democrático”

Em 2010, a DentalPro conversou com António Roseiro, o presidente do primeiro Sindicato dos Médicos Dentistas, instituição que acabou por desaparecer. Uma década depois, é constituído um novo organismo, o Sindicato dos Médicos Dentistas Português (SMDP), e não pudemos deixar de dar voz a João Neto, o seu membro fundador número um e presidente da assembleia-geral.

Ler mais 11 Janeiro, 2021
Entrevistas

“O nosso foco é a digitalização da ortodontia invisível”

Fundada em 2019, a Impress é uma rede de clínicas espanhola especializada em ortodontia invisível que aposta num serviço exclusivamente digital. Após uma primeira consulta presencial, os médicos dentistas fazem todo o acompanhamento dos pacientes através de uma app. Por meio de uma videochamada com Diliara Lupenko, cofundadora e Chief Operating Officer (COO) da Impress, ficámos a conhecer melhor este projeto.

Ler mais 31 Dezembro, 2020
Entrevistas