Portugueses cortam no orçamento para comprar medicamentos

Imagem da notícia: Portugueses cortam no orçamento para comprar medicamentos

O número de portugueses que admite estar a fazer cortes no orçamento devido ao novo regime de comparticipação do medicamento aumentou, no decorrer do último semestre, cerca de oito pontos percentuais (de 39,7% para 47,8%), indica o barómetro bianual BOP Health – “Os Portugueses e a Saúde”.
Relativamente a cortes na compra de medicamentos, o crescimento registado foi ainda mais efectivo, tendo passado de 4,5% para 14,5%.O regime especial de comparticipação de medicamentos entrou em vigor em Agosto de 2010 e estabeleceu que a comparticipação de 100% fosse reduzida para 95%, enquanto se baixou de 95 para 90% a comparticipação do escalão A do regime geral.
Segundo o estudo, 1,2 milhões de portugueses afirmam mesmo que tais cortes implicarão deixar na farmácia alguns dos medicamentos necessários, sendo a população idosa, não activa, com níveis de instrução mais baixos e residente na zona sul e nas ilhas a mais atingida com tal medida.
O estudo, que decorreu em Julho, envolveu a população portuguesa com mais de 18 anos, residente no Continente, tendo sido a amostra de 645 questionários, que foram realizados telefonicamente. O intervalo de confiança é de 95% para uma margem de erro de cerca de 4,0%.

29 Novembro, 2011
Atualidade

Notícias relacionadas