OMD acusa seguradoras de enganarem doentes

Imagem da notícia: OMD acusa seguradoras de enganarem doentes

O bastonário da Ordem dos Dentistas acusou as empresas de seguros de enganarem os doentes visando unicamente o lucro, situação que pretende combater com a criação de uma tabela que define os actos médico-dentários.

“Acontece com alguns seguros de saúde em que o doente é absolutamente enganado. É vulgar haver seguros que publicitam tratamentos gratuitos, mas não há tratamentos gratuitos”, revelou Orlando Monteiro da Silva, em entrevista à agência Lusa.

O bastonário fala em casos de “falta de transparência” e numa “situação pantanosa”, alertando para a necessidade de criar legislação que enquadre os seguros de saúde.

O bastonário relatou que recebe queixas de várias pessoas que se convencem de que aderem a um plano de cobertura de saúde oral quando, afinal, apenas ficam abrangidas por meia dúzia de actos.

“Pretendemos uma uniformização de critérios para acabar com o livre arbítrio e fazer com que os doentes possam saber pelo que estão cobertos e possam comparar, escolher e decidir”.

5 Dezembro, 2011
Atualidade

 
imagem
Quer receber a nossa newsletter?
Newsletter semanal com novidades e notícias da medicina dentária. Dirigido especialmente a profissionais do setor.

Vamos guardar os seus dados só enquanto quiser. Ficarão em segurança e a qualquer momento pode editá-los ou deixar de receber as nossas mensagens.

 

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Conselho diretivo da OMD elege membros

A 6 de julho, na Fundação Champalimaud, em Lisboa, os membros do Conselho Diretivo (CD) da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) elegeram Maria João Ponces para o cargo de vice-presidente, Paulo Miller para tesoureiro, António Cabral e Maria Carlos Real Dias para secretários.

Ler mais 22 Julho, 2024
Atualidade

SMD presente na sede da IGAS

No dia 16 de julho, o Sindicato dos Médicos Dentistas (SMD) esteve presente na sede da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), onde prosseguiu o seu périplo de reuniões com as entidades inspetivas. A reunião "foi profícua, já que foram debatidos vários assuntos sobre as atuais reivindicações da classe e implicações na atividade", refere o sindicato.

Ler mais 19 Julho, 2024
Atualidade