Desenvolvido robot inovador em Coimbra

Imagem da notícia: Desenvolvido robot inovador em Coimbra

Uma equipa de investigadores das Faculdades de Medicina e de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveu um Distrator Mandibular Robotizado, (semelhante a um pequeno parafuso). De acordo com os investigadores, o robot vai revolucionar o tratamento de deformidades faciais, principalmente as que estão associadas ao chamado “Retrognatismo Mandibular”, caracterizado pela falta de desenvolvimento do maxilar inferior, dando ao paciente a aparência de “queixo pequeno”, face convexa e região nasal proeminente (sensação de nariz grande).

A grande inovação deste ” micro-robot” em relação aos distratores ósseos convencionais é permitir “realizar os tratamentos de forma rápida, em ambulatório, com poucos efeitos secundários e praticamente sem limitações. Atualmente, o tratamento obriga a internamento hospitalar para a realização de duas cirurgias delicadas, sob anestesia geral, para a colocação e remoção dos dispositivos; um período incapacitante longo; a monitorização médica duas vezes ao dia; e os riscos inerentes à intervenção, como, por exemplo, a lesão de algumas estruturas nervosas da face” explicam os investigadores Francisco do Vale, Francisco Caramelo, Germano Veiga e Miguel Amaral.

O núcleo da solução, já protegida por patente provisória, assenta numa microtecnologia única, minimamente invasiva, sem necessidade de anestesia geral e capaz de provocar a distração óssea autonomamente, evitando assim o internamento hospitalar. Colocado nos dentes e não no osso da mandíbula, o distrator «é equipado com comunicação sem fios que possibilita a sua programação e monitorização remotas, em tempo real, e minimiza os cuidados médicos diários.

Provado o conceito e concluídos os ensaios experimentais (em animais), os investigadores preparam-se para o arranque dos ensaios em humanos, o que deverá acontecer até ao final deste ano. No futuro, o novo distrator poderá ainda ser utilizado noutras patologias da Cirurgia maxilo-facial e da ortodontia, na Implantologia e na Ortopedia.

 

 

21 Janeiro, 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Grande Prémio Ciência Viva distingue Alexandre Quintanilha

Alexandre Quintanilha foi distinguido com o Grande Prémio Ciência Viva, pela sua ação notável na promoção da cultura científica. Destaque ainda para o Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, galardoado com o Prémio Ciência Viva Educação, e para a campanha de educação “2 Minutos para Mudar de Vida, que recebeu o Prémio Ciência Viva Media.

Ler mais 24 Novembro, 2020
Atualidade

Elixir bucal pode eliminar o coronavírus?

A pesquisa – liderada pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido – afirma que os elixires bucais que contenham 0,07% de cloreto de cetilpiridínio (CPC) estão a mostrar “sinais promissores” na redução do vírus.

Ler mais 20 Novembro, 2020
Atualidade