“Hoje só há lugar para os excelentes”

Imagem da notícia: “Hoje só há lugar para os excelentes”

DentalPro: Antes de mais, qual o ‘feedback’ sentido em relação aos formandos do curso no CAEC?
Marcelo Calamita: Eu sinto que as pessoas gostaram muito. Houve uma participação muito grande, no sentido em que se mostraram interessados em saber mais, colocando questões sempre que tinham dúvidas. Correu muito bem!

DP: Quais as principais diferenças que encontra entre o setor português de Medicina Dentária e o brasileiro?

MC: O que eu tenho visto, o que eu tenho sentido, é que a odontologia portuguesa tem sofrido um desenvolvimento recente muito grande, eu acho que foi realmente um salto no desenvolvimento. Eu considerava que há uns anos havia um ligeiro atraso, mas hoje considero que já não existe diferença, talvez porque apostam em trazer os melhores professores, as melhores técnicas, os melhores materiais, porque afinal têm tudo aqui, na Europa, tanto a nível de médicos dentistas, como a nível de técnicos de próteses dentárias.

DP: Acha que a população de hoje está mais preocupada com a saúde oral ou antes com a estética do sorriso?
MC: Pessoalmente, acho que a verdadeira razão que traz as pessoas ao consultório é a estética. O que eu sinto na minha clínica é que as pessoas vêm motivadas, principalmente com a ideia de melhorar o seu sorriso, um simples branqueamento, é o que eu noto mais.

Leia a entrevista na íntegra na DentalPro 67.

19 Junho, 2013
Entrevistas

Notícias relacionadas

Nasceu o laboratório Pedro Estadão Dental Studio

Pedro Chora Estadão abraçou, no início do ano, a responsabilidade técnica dos laboratórios Labimplant e Marum-Tecnidente do grupo Instituto de Implantologia. No entanto, a situação gerada pela pandemia de Covid-19 alterou os seus planos, terminando assim a sua ligação a João Caramês e encetando um novo desafio profissional: a criação do seu próprio laboratório, o Pedro Estadão Dental Studio.

Ler mais 2 Setembro, 2020
EntrevistasPrótese dentária