Sílvia Ribeiro, do CENES, em entrevista

Imagem da notícia: Sílvia Ribeiro, do CENES, em entrevista

É em Lisboa que se encontra oficialmente, desde 2014, o primeiro centro de reprocessamento de dispositivos médicos em regime de ‘outsourcing’, em Portugal: o CENES.

Esta infraestrutura está preparada para atuar junto de unidades de saúde, públicas ou privadas, num raio de 60 quilómetros e compreende a criação de 20 novos postos de trabalho.

Com um plano de expansão para estender a sua atividade em todo o território nacional, o CENES tem como aposta a criação de mais três centros, nos próximos cinco anos.

Segundo Sílvia Ribeiro, a gestora operacional do CENES, a ideia de criar uma infraestrutura deste género ganhou forma devido a uma “necessidade de resposta à crescente exigência da legislação, na área do reprocessamento dos dispositivos médicos” (esterilização).

O conceito é pioneiro em Portugal, apesar de vários países europeus estarem dotados de iniciativas idênticas, mas em Portugal ganha uma maior importância por ser o primeiro, e único, em regime de ‘outsourcing’, abrangido pela norma ISO 13485, a certificação da qualidade para dispositivos médicos aplicável ao reprocessamento.

Saiba mais na DentalPro 79.

17 Julho, 2014
Atualidade

Notícias relacionadas