“Influência do tabaco na reabilitação com implantes”

Imagem da notícia: “Influência do tabaco na reabilitação com implantes”

Artigo clínico dos médicos dentistas Rui Monterroso e Sara Carvalho.

“A reabilitação total ou parcial com implantes veio revolucionar a prática da medicina dentária e é, atualmente, considerada a terapia com resultados mais eficazes e previsíveis. Diversos autores têm defendido o seu sucesso a longo prazo. No entanto, algumas complicações podem surgir, principalmente se o paciente estiver exposto a determinados fatores de risco, nomeadamente, ‘desig’ inapropriado do implante, alterações na densidade local, experiência e aptidão do médico-dentista e determinados hábitos, como o tabaco. A dependência do tabaco é um problema mundial. No ano 2000, cerca de 4 milhões de pessoas morreram, devido aos efeitos negativos da nicotina. As repercussões nefastas deste hábito são visíveis na cavidade oral: atraso na regeneração e cicatrização do alvéolo pós-extração, diminuição da qualidade do osso, associação com a doença periodontal e efeito negativo no sucesso do implante dentário. A evidência científica tem sugerido maior risco de fracasso do implante em indivíduos fumadores, associado por exemplo a peri-implantite”.

Saiba mais na DentalPro 85!

6 Março, 2015
Atualidade

Notícias relacionadas