“Costumo dizer que quero morrer ‘gasto’”

Imagem da notícia: “Costumo dizer que quero morrer ‘gasto’”

Anjos Pereira contou-nos em entrevista o que o motiva na vida profissional.

“Viver! Costumo dizer que quero morrer ‘gasto’, não quero estar a poupar-me. Enquanto estiver bem de saúde, quero vivenciar coisas, ter experiências, não tenho aquela postura de abrandar. Gostava de não trabalhar (risos)… ou ter apenas três casos clínicos por semana… e, o resto do tempo, seria para andar por aí. Fazer algo diferente, conhecer pessoas. Por norma, os médicos dentistas vivem no quadrado do seu consultório, isolados e solitários. Eu gosto de descobrir gente nova, de ouvir os outros e de aprender com eles”.

Saiba mais na DentalPro 86!

13 Maio, 2015
Entrevistas

Notícias relacionadas

Nasceu o laboratório Pedro Estadão Dental Studio

Pedro Chora Estadão abraçou, no início do ano, a responsabilidade técnica dos laboratórios Labimplant e Marum-Tecnidente do grupo Instituto de Implantologia. No entanto, a situação gerada pela pandemia de Covid-19 alterou os seus planos, terminando assim a sua ligação a João Caramês e encetando um novo desafio profissional: a criação do seu próprio laboratório, o Pedro Estadão Dental Studio.

Ler mais 2 Setembro, 2020
EntrevistasPrótese dentária