Desenvolvido processo de bioimpressão na Austrália

Imagem da notícia: Desenvolvido processo de bioimpressão na Austrália

O Instituto Menzies, da Universidade de Griffith, Austrália, está a desenvolver uma tecnologia de bioimpressão, que possibilita tratamentos alternativos para perda dentária e regeneração de tecidos.

Saso Ivanovski, docente naquele estabelecimento de ensino, liderou a investigação de cinco anos, cuja base está na utilização das células do próprio paciente para conceber outras novas, de forma indolor.

A extração possibilita criar células ideais que incluem todos os componentes necessários para reconstruir de forma exata o osso ou tecido gengival.

O processo reside na tomografia computadorizada na região afetada, cujo resultado seria encaminhado para uma bioimpressora 3D, algo que pode ser realizado em qualquer centro de saúde regional.

O projeto foi financiado com 650 mil dólares para prolongar a pesquisa em três anos, mas, no final deste ano ou início do próximo, começarão os ensaios pré-clínicos.

 

18 Abril, 2016
Atualidade

Miele Professional apresenta a solução inovadora Pay-per-use

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Mundo A Sorrir lança campanha de apadrinhamento de crianças nos PALOP

Este Natal a Mundo A Sorrir está a lançar o desafio à sociedade civil “para vestir a sua capa de super-herói” e transformar-se no/a Padrinho/Madrinha dos Sorrisos de cerca de 30 crianças que vivem em situação de vulnerabilidade socioeconómica em Cabo-Verde, na Guiné-Bissau e em São Tomé e Príncipe.

Ler mais 25 Novembro, 2021
AtualidadeMedicina dentária