Estomatologista português cria técnica para tratar disfunção temporomandibular

Imagem da notícia: Estomatologista português cria técnica para tratar disfunção temporomandibular

Uma equipa liderada pelo médico estomatologista David Ângelo colocou biomateriais com propriedades regenerativas no disco articular junto à mandíbula para o tratamento disfunção temporomandibular, problema que afeta cerca de 30% dos portugueses.

Segundo a TSF, o investigador explica que, neste momento, “os doentes com disfunção da articulação temperomandibular severa, em que já há destruição do disco, não têm qualquer tipo de opção terapêutica validada”. David ângelo, cirurgião no Centro Hospitalar de Setúbal, lembra ainda que “quando tiramos o disco e não pomos nada no meio leva a um processo degenerativo grande”.

A disfunção mandibular é a causa mais comum de dor orofacial de origem não-dentária e os principais sintomas são a dor articular, que pode atingir o ouvido, a limitação na abertura da boca e estalidos na articulação.

Saiba mais aqui.

10 Fevereiro, 2017
Medicina dentária

Notícias relacionadas

Medicina dentária: pandemia indica que setor tem de se adaptar

A medicina dentária precisa de preparar para futuras crises, conclui um estudo feito pela Al-Quds University em Jerusalém, juntamente com o Ministério da Saúde Palestiniano em Ramala e a Universidade de Iowa (Iowa, Estados Unidos da América).

Ler mais 21 Abril, 2021
AtualidadeMedicina dentária