“O Barómetro mostra um país a duas velocidades”

Imagem da notícia: “O Barómetro mostra um país a duas velocidades”

O Barómetro de Saúde Oral de 2017 revela que os portugueses estão a marcar mais consultas de medicina dentária. O inquérito realizado este verão mostra um crescimento de 5,4% face à edição anterior de 2015, ou seja, 58,7% dos inquiridos afirma ter ido a pelo menos uma consulta de medicina dentária nos últimos 12 meses.

O estudo mostra ainda que dos portugueses que não vão ao médico dentista ou vão menos de uma vez por ano, 44,5% afirma não ter necessidade e 42,8% queixa-se que não tem dinheiro. Orlando Monteiro da Silva, bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), salienta outra conclusão do estudo: “71,1% da população portuguesa não sabe que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) já disponibiliza a área de medicina dentária em vários centros de saúde, e este valor indica uma menor taxa de informação em relação à edição anterior (68,7%). Ora, o Ministério da Saúde tem em curso um projeto-piloto que começou há um ano e integrou já 54 médicos dentistas em 50 centros de saúde e é, portanto, urgente divulgar a existência destas consultas de saúde oral junto das populações”.

O Barómetro mostra que 90% dos portugueses não recorrem ao SNS para tratar de problemas de saúde oral e que dos 6,3% que recorreu às urgências hospitalares menos de 52% viu o seu problema resolvido, e dos 3,3% que se descolou a centros de saúde, 76% dos doentes foram aconselhados a consultar um médico dentista. Dos inquiridos, 80% considera muito importante o acesso a serviços de medicina dentária no SNS, sendo que 77,7% concorda com a comparticipação do Estado para consultas nesta área no setor privado. O bastonário da OMD sublinha que “para os doentes o que é importante é o acesso a consultas de medicina dentária, se são realizadas no privado ou no público é indiferente para a população. O Barómetro diz-nos que 97,8% dos portugueses afirmam escovar os dentes com frequência, 65% consideram que ir ao médico dentista é cuidar da saúde da boca e 63% reconhece que a saúde oral afeta a saúde em geral, portanto já há consciência da importância do acesso e dos cuidados de saúde oral, mas é preciso fazer mais nesta área”.

Orlando Monteiro da Silva considera que “o Barómetro mostra um país a duas velocidades, em que quem tem capacidade financeira tem acesso à medicina dentária e quem não tem capacidade financeira é excluído. É por isso decisivo integrar mais médicos dentistas nos centros de saúde e nos hospitais e estabelecer um acordo entre o Estado e os consultórios e clínicas privadas para o financiamento de consultas de saúde oral. O Ministério da Saúde já deu os primeiros passos, mas é preciso reforçar a oferta para abranger efetivamente toda a população portuguesa”. Pelas contas do Barómetro, metade dos portugueses (51,2%) marca consulta para check-up pelo menos uma vez por ano. Há 78,3% dos portugueses que efetuam o pagamento no momento da consulta. Contudo, a percentagem de utentes com seguro ou plano de saúde subiu para 11,6%, quando em 2015 não ultrapassava 7,6%.

O Barómetro da Saúde Oral de 2017 é um estudo realizado pela consultora independente QSP e apresenta validade estatística, tendo sido realizadas 1.102 entrevistas presenciais em todas as regiões de Portugal, incluindo os Açores e a Madeira.

31 Outubro, 2017
Medicina dentária

Miele Professional apresenta a solução inovadora Pay-per-use

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Align Technology apresenta portfólio digital no SEDA

A Align esteve presente na 6ª edição do Congresso SEDA, que ocorreu por ocasião do Dia Mundial do Ortodontista, onde apresentou as suas mais recentes inovações aos médicos ortodontistas certificados Invisalign.

Ler mais 14 Outubro, 2021
AtualidadeEventosMedicina dentária

IDS 2021: o regresso do otimismo ao setor dentário

Mais de 23 mil visitantes de 144 países percorreram os espaços da Feira Internacional de Colónia entre 22 e 25 de setembro. A IDS 2021 fica ainda marcada pelo formato híbrido com a realização da IDSconnect. A indústria espera agora um desenvolvimento positivo nos próximos meses.

Ler mais 13 Outubro, 2021
AtualidadeEventosMedicina dentária