Imigrante Portuguesa

Imagem da notícia: Imigrante Portuguesa


Crónica da médica dentista Cátia íris Gonçalves:

“Nunca quis ir viver para outro país e, quando me falavam disso, era um assunto abortado logo ali, à entrada da moleira e do pericárdio. 

Tenho a certeza de que pensei uma vez no assunto e chegou – há assuntos assim, nos quais pensamos uma vez e chega. 

É preciso conhecermos os nossos apetites, intuições e apetências cedo na vida e decidi não tentar ser feliz longe da minha casa – “casa” num sentido bem mais abrangente do que um tecto ou mesmo uma proximidade à família. 

Admiro quem vai e admiro quem fica, mas, acima de tudo, admiro quem o faz com juízo, consciência e coração – só assim se pode decidir uma coisa destas. 

No entanto, o português não é do mundo, é português – enquanto o dinamarquês, o inglês, o francês ou o americano são mais facilmente de qualquer lado, estão a ver. 

O português, quando vai, mesmo que lá fique por opção, gostava sempre de voltar – e esta é uma das coisas que distingue o nosso povo dos outros. 

A emigração é mais do que uma moda: tem sido uma necessidade. E eu sou veementemente avessa a ambas. 

Claro que se precisamos de sobreviver, tudo deverão ser opções – mas, ah!, aí está – nem tudo. E cada um saberá das suas. 

Tem-se ouvido tanta palermice, nos últimos anos, sobre este assunto, que o cansaço já me impede de comprar mais discussões; assim, aqui no silêncio conveniente e confortável da minha casa, com as minhas gatas outrora vadias portuenses, digo-vos que ficar cá foi, no meu caso, um acto de fé, de teimosia e de reclamação de um direito – que ainda o é, acho eu: ficar”.

Leia a crónica completa na DentalPro 135.

10 Maio, 2019
Opinião

Notícias relacionadas

Nélio Veiga: o ensino da medicina dentária em período pandémico

Nélio Veiga, coordenador do segundo ciclo de estudos do Curso de Mestrado Integrado em Medicina Dentária (MIMD) da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade Católica Portuguesa (FMD-UCP), fala-nos sobre o ensino da medicina dentária e dos grandes desafios das universidades nesta fase de adaptação.

Ler mais 8 Outubro, 2020
FormaçãoMedicina dentáriaOpinião

Francisco do Vale: o ensino da medicina dentária em período pandémico

Francisco do Vale, coordenador do Curso de Mestrado Integrado em Medicina Dentária (MIMD) e da Área de Medicina Dentária (AMD) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), fala-nos sobre o ensino da medicina dentária e dos grandes desafios das universidades nesta fase de adaptação.

Ler mais 6 Outubro, 2020
FormaçãoMedicina dentáriaOpinião