“É urgente rever lay-off para sócios-gerentes das clínicas”

Imagem da notícia: “É urgente rever lay-off para sócios-gerentes das clínicas”

Após uma reunião em videoconferência com o secretário-geral do PSD, José Silvano, onde este explicou as propostas da oposição, a candidatura de Miguel Pavão a bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas concluiu que o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, terá de rever a Portaria nº94-A/2020 de 16 de Abril, do regime especial de lay-off provocado pela Covid-19, no que diz respeito à ajuda extraordinária a sócios-gerentes das clínicas dentárias, no sentido de ser corrigida uma injustiça social por estes estarem obrigados ao cumprimento de determinações do ministério da Saúde. 

Determina a portaria do ministério da Economia que, entre outras condicionantes, são apenas elegíveis sócios-gerentes de empresas sem funcionários. A candidatura de Miguel Pavão chama assim a atenção do ministro Pedro Siza Viera para a existência da Portaria nº268/2010 de 12 de maio, do ministério da Saúde, que explicita, no seu artigo 11º, que “as clínicas ou consultórios dentários devem, para além do diretor clínico, dispor de assistente de consultório/pessoal de atendimento”, facto que pode ser comprovado junto da ministra da Saúde, Marta Temido, e que impede que os sócios-gerentes de consultórios ou clínicas dentárias possam aceder aos apoios sociais.

A esmagadora maioria dos médicos dentistas exerce a sua atividade no setor privado, uma vez que é inexistente uma carreira no SNS e a prestação de cuidados nos centros de saúde é uma realidade muito recente, que envolve apenas algumas dezenas de médicos dentistas. A prestação no setor privado é feita em regime de recibos verdes, ou na condição de sócio-gerente de consultórios ou clínicas.

Estamos, portanto, face a um critério discriminativo que impede a qualquer médico dentista, sócio-gerente do seu próprio consultório, de aceder a um benefício concedido a outros setores de atividade, muito embora contribua como os demais para a sustentabilidade da Segurança Social.

A candidatura de Miguel Pavão espera assim que as autoridades governamentais tenham em conta esta realidade específica que, aliás, surge no primeiro ponto do programa da candidatura em relação a 10 medidas para defesa dos médicos dentistas durante esta pandemia e que podem ser encontradas mais desenvolvidas na página eletrónica da candidatura.

23 Abril, 2020
Medicina dentária

Notícias relacionadas

Estudo da FMUC sobre cancro oral distinguido pela SPGH

Um estudo que explorou o potencial das biópsias líquidas no diagnóstico e na monitorização de doentes com cancro oral, desenvolvido por uma equipa multidisciplinar da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), foi distinguido pela Sociedade Portuguesa de Genética Humana (SPGH) com o prémio “Melhor Comunicação Oral em Investigação Clínica”.

Ler mais 27 Novembro, 2020
Medicina dentária