Uso Endoret® (PRGf®) na prevenção e no tratamento de necrose por bifosfonatos

Imagem da notícia: Uso Endoret® (PRGf®) na prevenção e no tratamento de necrose por bifosfonatos

Artigo técnico da autoria da BTI – Biotechnology Institute.

Os bifosfonatos são um grupo de medicamentos utilizados habitualmente em pacientes com osteoporose, hipercalcemia, mieloma múltiplo, metástases ósseas, doença de Paget e outras alterações que produzem fragilidade óssea como a doença renal crónica tratada com diálise.

Os bifosfonatos (BP) são análogos sintéticos do pirofosfato e a sua principal função consiste em inibir a atividade dos osteoclastos, reduzir a ressorção óssea e aumentar a densidade óssea. Da mesma forma, os bifosfonatos também têm um efeito antiangiogénico e inflamatório que impede a cicatrização das feridas na cavidade oral. A vida média dos bifosfonatos na corrente sanguínea é muito curta, no entanto, podem persistir durante mais de 10 anos no tecido ósseo.

Embora sejam muito eficazes, nos últimos anos constatou-se um aumento no número de casos clínicos em que o uso dos bifosfonatos se relaciona com a osteonecrose dos maxilares (onm); por isso, o odontologista deve estar alerta sobre as possíveis complicações nos pacientes que os tomam.

Em 2003, foram reportados, pela primeira vez, casos de ONM relacionada com o consumo de bifosfonatos. A associação americana de cirurgiões orais e maxilofaciais (AAOMS) define a ONM associada a bifosfonatos como osso necrótico exposto na mandíbula ou no maxilar que persiste durante pelo menos 8 semanas em pacientes tratados com bifosfonatos e sem antecedentes de radioterapia na cabeça ou no pescoço.

Esta patologia pode ocorrer espontaneamente ou após um trauma alveolar como, por exemplo, uma extração dentária. Esta condição patológica ocorre de maneira depende da dose e do tempo, é por isso que a sua prevalência varia em função do tipo de bifosfonato utilizado.

Atualmente, não existe um guia de prática clínica que reúna um tratamento eficaz e definitivo para tratar a osteonecrose derivada do consumo de bifosfonatos. Na verdade, os tratamentos são predominantemente paliativos com o objetivo de aliviar os principais sintomas da patologia. No presente artigo, apresentamos uma alternativa preventiva para evitar a necrose por bifosfonatos derivada da extração dentária com o uso de Endoret (PRGF) como bioestimulador da regeneração do alvéolo e um tratamento eficaz para a necrose depois de instaurada.

Saiba mais na DentalPro 90.

17 Julho, 2015
Atualidade


Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Europeus têm dúvidas sobre cirurgia assistida por robô

Uma equipa de investigadores da Universitat Oberta de Catalunya (UOC) analisou os fatores que influenciam a perceção das pessoas sobre o uso da robótica na cirurgia. A experiência anterior com o uso de robôs e a perceção da facilidade de utilização são os fatores que fomentam a confiança nestas técnicas e dispositivos.

Ler mais 16 Maio, 2022
AtualidadeMedicina dentária

Futuro da Ortodontia

Artigo de opinião de Pedro Costa Monteiro, médico dentista e mestre em ortodontia e ortopedia facial sobre o dia Mundial da ortodontia, que se celebra hoje, dia 15 de maio.

Ler mais 15 Maio, 2022
AtualidadeMedicina dentáriaOpinião