Direito de resposta: uso indevido de imagem de Paulo Malo em notícia da DentalPro

Imagem da notícia: Direito de resposta: uso indevido de imagem de Paulo Malo em notícia da DentalPro

Paulo Malo, no exercício dos seus direitos de resposta e retificação, enviou uma carta endereçada à redação da DentalPro no seguimento do uso indevido da sua fotografia na notícia “NOVO BANCO PERDOOU DÍVIDA DE 25 MILHÕES À MALO CLINIC”, publicada a 22 de maio de 2020 no nosso site:

“A imagem (fotografia) associada à supra referida reportagem é uma foto do signatário. Tal situação induz em erro o comum leitor, na perspetiva do homem médio (Bonus pater familiaee), pois relaciona o ora respondente e o objeto/teor da dita reportagem e cumpre ser esclarecida.

Pois, até final de maio de 2019, fui principal acionista e administrador da Malo Clinic S.A., sendo certo que até essa data nunca houve um perdão do NOVO BANCO, nem tão pouco disponibilidade desta instituição em cooperar na reestruturação da dívida que a Malo Clinic S.A. possuía para com esta instituição bancária.

A partir do final de maio de 2019, o acionista único da Malo Clinic, direta ou indiretamente, passou a ser o FUNDO ATENA e foi através de acordo, que não é do meu conhecimento ou do público em geral, que foi perdoado, sem mais, o montante consagrado no título da reportagem, lesando, sem qualquer justificação, o erário público e demais credores.

É evidente que a reportagem publicada na vossa revista pode induzir em erro que PAULO SÉRGIO MALO DE CARVALHO teve intervenção ou benefício no perdão que o NOVO BANCO acordou com o FUNDO ATENA em favor da MALO CLINIC.

É evidente que a foto de PAULO SÉRGIO MALO DE CARVALHO, inserida na dita reportagem, correlaciona o texto da reportagem com a minha imagem e devem ser desde já informados e esclarecidos os leitores da Revista DENTALPRO.

Assim, eu nada tive a ver com o perdão supra referido e a imagem da dita reportagem não deve ser uma foto minha, uma vez que não estou associado a qualquer uma das entidades mencionadas, não tendo sequer dado qualquer autorização para o uso da minha imagem numa reportagem que me é totalmente estranha.

As notícias publicadas pela DENTALPRO criam dúvidas injustificadas no leitor comum, pondo em causa o seu bom nome, pelo que urge retificá-las e dar publicidade à presente resposta”.

Leia aqui a carta completa enviada por Paulo Malo à DentalPro.

17 Junho, 2020
Direito de Resposta

Notícias relacionadas

Direito de Resposta: “Não vale tudo na corrida a Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas”

Na sequência da notícia veiculada pela DentalPro, no dia 30 de maio de 2020, com o título "Artur Lima afirma estar a ser alvo de “ataques mesquinhos” por parte do adversário”, vem Alexandre Luz exercer o seu direito de resposta e retificação, nos termos dos artigos 65.º e 67.º da Lei n.º 27/2007, de 30 de julho e 24º e 25º da Lei n.º 2/99 de 13 de janeiro.

Ler mais 5 Junho, 2020
Direito de Resposta

Assunto: Direito de Resposta e de Rectificação

Perante a reportagem “OralMED acusada de burla e mau serviço clínico”, publicada na nossa edição número 130, Eduardo Pinto, administrador da empresa, exerce o seu direito de resposta e retificação – aqui exposto “ipsis verbis” o texto remetido à DentalPro.

Ler mais 15 Janeiro, 2019
Direito de Resposta