AdvanceCare: Parceira na faturação eletrónica

Imagem da notícia: AdvanceCare: Parceira na faturação eletrónica

A AdvanceCare, a operar em Portugal desde 1998 na gestão de seguros de saúde, lançou o sistema de faturação eletrónica aplicada à regularização de despesas de seguros e subsistemas de saúde, com a certificação da Autoridade Tributária e Aduaneira, disponibilizando este serviço a mais de 2500 entidades prestadoras de cuidados clínicos.

Para as entidades com menor volume da faturação, foi implementada a solução de auto-faturação, que permite que a AdvanceCare se substitua a estas na emissão das faturas, disponibilizando no seu portal os documentos para confirmação e ‘download’ da informação.

No que respeita aos grandes grupos hospitalares, foi implementado um ‘interface’ informático específico para a troca de informação, cumprindo os trâmites legais.

A faturação eletrónica introduziu vantagens significativas para as entidades envolvidas, não só pela desmaterialização das faturas em papel e consequente redução de custos de emissão, impressão, expedição e arquivo físico, como permite a simplificação do fluxo processual dos processos de faturação. Por outro lado, garante uma maior precisão dos valores faturados e a redução dos prazos de pagamento.

29 Janeiro, 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Novembro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de novembro de 2020, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 2 Dezembro, 2020
Atualidade

Grande Prémio Ciência Viva distingue Alexandre Quintanilha

Alexandre Quintanilha foi distinguido com o Grande Prémio Ciência Viva, pela sua ação notável na promoção da cultura científica. Destaque ainda para o Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, galardoado com o Prémio Ciência Viva Educação, e para a campanha de educação “2 Minutos para Mudar de Vida, que recebeu o Prémio Ciência Viva Media.

Ler mais 24 Novembro, 2020
Atualidade

Elixir bucal pode eliminar o coronavírus?

A pesquisa – liderada pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido – afirma que os elixires bucais que contenham 0,07% de cloreto de cetilpiridínio (CPC) estão a mostrar “sinais promissores” na redução do vírus.

Ler mais 20 Novembro, 2020
Atualidade