Clareamento dental sem orientação pode trazer danos à saúde

Imagem da notícia: Clareamento dental sem orientação pode trazer danos à saúde

Em busca de dentes mais brancos e brilhantes, muitas pessoas aderem a produtos clareadores vendidos em farmácias ou supermercados, como cremes dentais, enxaguantes e fitas adesivas. O que poucos sabem é que tais escolhas podem trazer sérios danos à saúde.

Ao procurar o dentista para fazer clareamento dental, o paciente é submetido a uma avaliação completa, para indicação do melhor tratamento. São duas opções: em sessões no consultório ou em casa. No consultório, o clareamento é realizado com o auxílio de géis, associados ou não ao uso de luz. Ao optar por esse procedimento, o paciente ganha agilidade. Como são utilizados produtos com concentração mais elevada, o tratamento pode ser útil àqueles que não têm tempo e disciplina para o uso e cuidado com moldeiras.

Já para o tratamento em casa, o dentista faz uma moldeira e passa as instruções ao paciente, que continua o procedimento, visitando o profissional regularmente. Nesse caso, a vantagem está em fazer o clareamento de acordo com a rotina pessoal, com tempo de uso de moldeira de 30 minutos a 4 horas diárias, utilizando tanto em casa quanto no trabalho.

8 Agosto, 2013
Atualidade


Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

FMDUL desenvolve estudo sobre Literacia em Saúde

A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa para além de outros estudos está a desenvolver o estudo “Literacia em Saúde da população do Ensino Superior: Desafios em Portugal”. O professor Victor Assunção foi recentemente nomeado Coordenador da Comissão Executiva da Rede Académica para a Literacia em Saúde.

Ler mais 8 Agosto, 2022
Atualidade