Periodontite: encontrada substância que combate a glutaminil ciclase

Imagem da notícia: Periodontite: encontrada substância que combate a glutaminil ciclase

Investigadores da Martin Luther University Halle-Wittenberg (MLU), do Instituto Fraunhofer para Terapia Celular e Imunologia IZI em Leipzig e o PerioTrap Pharmaceuticals em Halle, Suíça, desenvolveram uma substância teste que combate a glutaminil ciclase, uma enzima específica da bactéria que desempenha um papel importante no metabolismo. A ideia subjacente era que a inativação da enzima danificaria as bactérias e evitaria o desenvolvimento da periodontite.

A substância desenvolvida foi testada quanto à eficácia em diferentes clínicas e universidades na Suíça, Polônia e Estados Unidos e foi encontrada para suprimir com sucesso o crescimento de bactérias patogénicas.

O estudo divulgado pelo Journal of Biological Chemistry, pretende contrariar o típico tratamento da periodontite, que é feito normalmente com antibióticos de amplo espectro que combatem todas as bactérias da cavidade oral. Segundo Mirko Buchholz da PerioTrap Pharmaceuticals, o tratamento tem um efeito colateral que passa pela destruição de todas as bactérias inofensivas ou benéficas da cavidade oral, com o risco da bactéria poder desenvolver resistência aos antibióticos.

A bactéria que causa a periodontite possui a variante mamífera da enzima. Isso é crucial para a abordagem do estudo porque oferece um possível alvo para que apenas se matem s as bactérias patogénicas deixado as inofensivas intactas. 

Os investigadores encontraram diferenças pequenas, mas significativas, entre as enzimas bacterianas e a variante humana. Essas diferenças são provavelmente suficientes para que a nova substância não afete as enzimas humanas, razão pela qual são esperados efeitos colaterais menores.

Do estudo, os pesquisadores concluíram que os resultados do estudo demonstram que a glutaminil ciclase é um alvo promissor para o desenvolvimento de medicamentos a serem usados no tratamento da periodontite e doenças associadas.

Mais estudos in vitro e in vivo são necessários podendo levar alguns anos até que a pesquisa resulte num medicamento comercializável.

4 Maio, 2021
Atualidade

Notícias relacionadas

“Cuidar das pessoas foi o pedido nº1 da Straumann”

Depois de um ano fora do seu habitat natural, voltou para o setor da medicina dentária com a mochila cheia de soft skills, que guarda com carinho. Os caminhos que percorre há mais de 15 anos no setor levam-no, desde o início de 2021, a palmilhar ainda mais quilómetros. A distância entre Madrid e Portugal pode ser pequena, mas a vontade em superar os objetivos é grande. Considera-se um insider que vê a segmentação e a organização da empresa como prioridades. Fomos conhecer, o novo General Manager Iberia do Grupo Straumann, António Moutinho.

Ler mais 14 Maio, 2021
AtualidadeRevista

Mundo A Sorrir procura voluntários com formação na área da saúde

A ONG Mundo A Sorrir está à procura de novos voluntários com formação na área da saúde, ou que se encontram no último ano do curso, para integrar os projetos desenvolvidos em Portugal e nos Países de Língua Oficial Portuguesa, nomeadamente em Cabo-Verde, na Guiné-Bissau e em São Tomé e Príncipe.

Ler mais 14 Maio, 2021
Atualidade

EuroPerio10 com programa anunciado para 2022

Foi anunciado o programa científico para o congresso EuroPerio10, que vai decorrer em Copenhaga em junho do próximo ano. O evento vai reunir importantes investigadores, clínicos e académicos de todo o mundo.

Ler mais 13 Maio, 2021
AtualidadeEventos