OMD quer regulamentação para venda de alinhadores online

Imagem da notícia: OMD quer regulamentação para venda de alinhadores online

A Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) quer ver regulamentada a venda online de alinhadores ortodônticos, principalmente nas redes sociais, face à existência de casos graves de doentes que chegam aos consultórios com perda de dentição.

A recomendação da OMD, através do Colégio de Ortodontia, surge após o parecer emitido no final do ano passado pelo Council of European Dentists (CED) devido aos riscos associados à crescente publicidade de ortodontia ‘faça você mesmo’, uma situação também verificada em Portugal.

Para a Ordem,” todo e qualquer tratamento ortodôntico exige um diagnóstico e acompanhamento rigorosos por parte de um médico dentista qualificado. Todas as etapas devem ser presenciais, para uma avaliação permanente da evolução do tratamento, mitigando efeitos colaterais indesejáveis”.

Miguel Pavão, bastonário da OMD, considera que “o autotratamento ortodôntico acarreta riscos graves para o doente. Chegam aos consultórios dos médicos dentistas em situações preocupantes, em que já não é possível salvar parte da dentição ou com cáries a necessitarem de intervenções invasivas ou ainda com infeções avançadas”.

A abordagem ‘faça você mesmo’ não implica contacto com um médico dentista qualificado, nem a realização de exames clínicos ou radiológicos – as imagens são obtidas pelo próprio paciente ou numa filial da empresa. Segundo o parecer do CED, muitas destas empresas dizem ter um médico dentista a supervisionar o plano de tratamento, embora o paciente nunca o conheça pessoalmente. Também obrigam à assinatura de contratos de confidencialidade, limitando a liberdade e autonomia do doente na denúncia de problemas decorrentes do tratamento, revela a OMD no seu site.

A OMD recomenda que o autotratamento ortodôntico e o tratamento remoto de pacientes sejam “rejeitados por serem potencialmente danosos para a saúde do paciente” e acrescenta: “Só o tratamento e o acompanhamento clínico realizados pelo médico dentista garante a assunção perante o doente da respetiva responsabilidade por erro médico”.

Saiba mais no site da Ordem.

Imagem de killC4m por Pixabay

9 Fevereiro, 2024
Atualidade




Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

HeyDoc nova marca da Lusíadas Saúde

A Lusíadas Saúde assume uma posição nas áreas de medicina dentária e de estomatologia, com a união da Lusíadas Dental e da rede de Clínicas Dr. Well's. Nasce, assim, a HeyDoc.

Ler mais 22 Fevereiro, 2024
Atualidade

Revista do mês. Os mais lidos de janeiro

Ao virar do primeiro mês de 2024, destacamos as notícias mais procuradas pelos leitores na página online, com o conjunto de cinco artigos mais lidos em janeiro da DentalPro.

Ler mais 1 Fevereiro, 2024
Atualidade