Menos dentes pode levar a doença cardiovascular

Imagem da notícia: Menos dentes pode levar a doença cardiovascular

Uma má saúde dentária pode aumentar o risco de ataques cardíacos, segundo um estudo sueco publicado hoje no Journal of Periodontology. “As doenças cardiovasculares e em particular patologias coronárias estão fortemente ligadas ao número de dentes de uma determinada pessoa”, explicou Anders Holmlund, do Hospital de Gävle e um dos autores da investigação realizada em três instituições na Suécia.

Já vários estudos demonstraram que pode existir uma ligação entre a saúde bucal e doenças cardiovasculares, mas é a primeira vez que se estabelece uma correlação directa entre o número de dentes e o risco cardíaco. Holmlund explica que uma pessoa com menos de dez dentes tem sete vezes mais possibilidades de padecer deste problema do que outra com a mesma idade, mesmo sexo e com mais de 25 dentes.

A razão apresentada para tal passa pelo facto de as infecções da boca e no contorno dos dentes poderem disseminar-se no sistema circulatório e criar inflamações crónicas, ou acidentes cardiovasculares.

Para a investigação, Holmlund e os seus colegas, Gunnar Holm e Lars Lind, seguiram 7 674 pessoas de ambos os sexos, a maior parte com problemas dentários, durante 12 anos e verificaram que, em pelo menos 299 pessoas, as causas de morte dos já falecidos foram principalmente devido a ataques cardíacos.

 

 

16 Abril, 2010
Atualidade

Notícias relacionadas

Novembro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de novembro de 2020, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 2 Dezembro, 2020
Atualidade

Grande Prémio Ciência Viva distingue Alexandre Quintanilha

Alexandre Quintanilha foi distinguido com o Grande Prémio Ciência Viva, pela sua ação notável na promoção da cultura científica. Destaque ainda para o Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, galardoado com o Prémio Ciência Viva Educação, e para a campanha de educação “2 Minutos para Mudar de Vida, que recebeu o Prémio Ciência Viva Media.

Ler mais 24 Novembro, 2020
Atualidade

Elixir bucal pode eliminar o coronavírus?

A pesquisa – liderada pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido – afirma que os elixires bucais que contenham 0,07% de cloreto de cetilpiridínio (CPC) estão a mostrar “sinais promissores” na redução do vírus.

Ler mais 20 Novembro, 2020
Atualidade