“Dentes de vampiro” com possível origem genética

Imagem da notícia: “Dentes de vampiro” com possível origem genética

Investigadores do Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) da Universidade do Porto encontraram uma provável explicação genética para a ausência de dentes incisivos laterais superiores (hipodontia), que origina o efeito visual designado por “dentes de vampiro”.

A Universidade do Porto refere que os investigadores do IBMC, em colaboração com a Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário (CESPU) e com cientistas da Universidade do Minho, analisaram 62 pessoas com hipodontia e recolheram dados de 142 familiares em primeiro grau.

Os resultados do estudo, publicados no Journal of Dental Research, “sugerem que, quando um dos progenitores tem aquela condição, a probabilidade de os filhos a virem também a ter é 15 vezes superior à da população em geral”, salienta a instituição.

De acordo com as conclusões do estudo, a transmissão genética depende também de interacções entre genes e entre os genes e o ambiente, sendo que a sua frequência varia de região para região.

Apesar dos desenvolvimentos científicos recentes, as causas da hipodontia, que afecta “mais de 130 mil portugueses”, ainda permanecem desconhecidas.

 

 

 

27 Maio, 2010
Atualidade

 
imagem
Quer receber a nossa newsletter?
Newsletter semanal com novidades e notícias da medicina dentária. Dirigido especialmente a profissionais do setor.

Vamos guardar os seus dados só enquanto quiser. Ficarão em segurança e a qualquer momento pode editá-los ou deixar de receber as nossas mensagens.

 

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Ana Sofia Lopes concorre a bastonária da OMD

Sob o mote “Já é Tempo de dar Voz aos Médicos Dentistas”, Ana Sofia Lopes apresenta-se como “a médica dentista ideal para liderar a OMD num momento crucial para a profissão e para a saúde oral em Portugal”.

Ler mais 15 Abril, 2024
Atualidade