“Os materiais guiarão as técnicas”

DentalPro: Como analisa a evolução tecnológica e metodológica da última década?

Bernard Touati: Há cerca de 20 anos a medicina dentária era bastante invasiva e, especificamente a estética, apresentava soluções ainda muito rudimentares. A década de ‘80 constituiu apenas o início da revolução dos instrumentos e os anos ‘90 trouxeram a inovação digital e os meios informáticos. Actualmente, a combinação do conhecimento com os materiais e as tecnologias permite-nos intervenções menos invasivas e de extrema biocompatibilidade.

DP: Como relembra o desafio de enfrentar os primeiros anos de estética na Europa?

BT: Em 1983 fundei a Sociedade Francesa de Dentisteria Estética e, poucos meses depois, surgiu a sua congénere europeia. Na época recebi críticas vindas de companheiros de profissão e académicos. Não compreendiam que a estética tornar-se-ia uma vertente independente, com fundamento científico e composta por ortodontistas, periodontologistas, cirurgiões orais e técnicos de laboratório.

DP: A estética não se resume à busca do sorriso perfeito…

BT: Sem dúvida. O resultado final advém de algo bem mais profundo. O trabalho estrutural por detrás de cada sorriso exibe-se como o princípio fundamental da reabilitação oral. Na minha opinião, a estética é a área mais completa porque envolve todas as técnicas dentárias.

DP: Como analisa o futuro da medicina dentária?

BT: Prevejo que os materiais guiarão as técnicas. As soluções metálicas extinguem-se e a cerâmica impor-se-á naturalmente como material de eleição na execução dos implantes. Os polímeros irão irromper como importantes alternativas para as franjas da população sem capacidade financeira para investir num tratamento que envolva cerâmica. Contudo, mais importante que a evolução das técnicas é e evolução das mentalidades e, nesse domínio, o futuro passa, em definitivo, pela educação e prevenção.

Bernard Touati nasce a 11 de Outubro de 1947 em França. Licencia-se em Medicina Dentária e Cirurgia Oral em 1970 pela Universidade de Paris V. Após a formatura exerce funções de professor assistente em prostodontia na Universidade de Paris V, ao mesmo tempo que termina o doutoramento em Ciências Dentárias. Cria a Sociedade Francesa de Dentisteria Estética em 1983 e, entre 1997 e 1998, assume a presidência da Academia Europeia de Dentisteria Estética. Também é membro da Academia Americana de Dentisteria de Restauração, da Academia Americana de Dentisteria Estética e professor convidado na Universidade do Rio de Janeiro. Reconhecido palestrante, Bernard Touati assina a autoria do livro “Esthetic Dentistry and Ceramic Restorations” e a co-autoria de “A Arte do Sorriso”. A exercer clínica privada em Paris, o especialista foge às imposições médicas, libertando o seu fascínio pela pintura e pela fotografia.

14 Julho, 2010
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Pretendemos que esta formação se situe na vanguarda”

Longínquo vai o ano de 1999, quando a base da especialização em periodontologia foi apresentada pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP). Volvidas mais de duas décadas, Ricardo Faria Almeida é o responsável pela nova pós-graduação de Periodontologia e Implantes da instituição portuense.

Ler mais 30 Março, 2021
Entrevistas

“Somos um sindicato democrático”

Em 2010, a DentalPro conversou com António Roseiro, o presidente do primeiro Sindicato dos Médicos Dentistas, instituição que acabou por desaparecer. Uma década depois, é constituído um novo organismo, o Sindicato dos Médicos Dentistas Português (SMDP), e não pudemos deixar de dar voz a João Neto, o seu membro fundador número um e presidente da assembleia-geral.

Ler mais 11 Janeiro, 2021
Entrevistas

“O nosso foco é a digitalização da ortodontia invisível”

Fundada em 2019, a Impress é uma rede de clínicas espanhola especializada em ortodontia invisível que aposta num serviço exclusivamente digital. Após uma primeira consulta presencial, os médicos dentistas fazem todo o acompanhamento dos pacientes através de uma app. Por meio de uma videochamada com Diliara Lupenko, cofundadora e Chief Operating Officer (COO) da Impress, ficámos a conhecer melhor este projeto.

Ler mais 31 Dezembro, 2020
Entrevistas