“O trabalho em equipa nesta especialidade é fundamental”

DentalPro: O que caracteriza a Estomatologia?

Carlos Miranda: É uma das especialidades mais antigas da Medicina. Comemorámos em Maio, os 100 anos em Portugal. É a especialidade que trata as doenças do aparelho estomatognático. Tem uma vertente cirúrgica forte, e por isso está integrada nas ditas especialidades cirúrgicas. No hospital estamos integrados no departamento de Cirurgia. No entanto a patologia oral por exemplo, é tão importante como a cirurgia oral. Trabalhamos em equipa no hospital, no serviço de urgência e temos um serviço que funciona conjuntamente com a Cirurgia Maxilo Facial.

DP: Existe uma distinção entre médicos dentistas e estomatologistas na sua actividade clínica?

CM: Mesmo com a definição do acto médico, vai continuar a ser difícil traçar uma linha de fronteira; definir o que cada um pode e não pode fazer. Na verdade, médicos dentistas e estomatologistas partilham a mesma área e praticam basicamente os mesmos actos em 90% da sua actividade clínica. Ao estomatologista, basicamente é-lhe pedido que aplique os seus conhecimentos por ter realizado a licenciatura em medicina, o internato geral e a especialidade de estomatologia.

DP: O que é preciso mudar na Estomatologia, em termos clínicos?

CM: Actualmente, com um universo de sete a oito mil médicos dentistas, já não existe a pretensão do estomatologista em assegurar os tratamentos primários de saúde oral de toda a população. A Estomatologia precisa de valorizar a sua principal vocação, que é a de realizar o tratamento das doenças do aparelho estomatognático e a interlocução com as outras especialidades médicas. Temos de reformular a carga curricular, para adaptar a especialidade ao tempo novo, com novas competências no âmbito dos cuidados diferenciados da saúde oro-maxilo-facial. No fundo, uma especialidade médico-cirúrgica, de cariz essencialmente hospitalar.

DP: Qual a sua opinião sobre a situação de desemprego que afecta muitos recém-licenciados?

CM: Essa é uma pergunta que deve efectuar ao Senhor Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas. Já manifestei a minha apreensão por terem permitido a licenciatura de um número tão elevado de profissionais. Tem um lado positivo, porque facilitou as regras do mercado livre. A população em geral tem agora disponível um serviço a preços muito mais concorrenciais que antigamente. As tabelas de honorários, já não são actualizadas há mais de 10 anos. Mesmo assim, ultrapassamos o limite da procura, e actualmente são muitos os recém-licenciados que têm de emigrar. Parece que voltámos a ser um país de emigrantes, como nos idos anos 60.

 

Entrevista na íntegra na DentalPro 41

19 Julho, 2011
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Pretendemos que esta formação se situe na vanguarda”

Longínquo vai o ano de 1999, quando a base da especialização em periodontologia foi apresentada pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP). Volvidas mais de duas décadas, Ricardo Faria Almeida é o responsável pela nova pós-graduação de Periodontologia e Implantes da instituição portuense.

Ler mais 30 Março, 2021
Entrevistas

“Somos um sindicato democrático”

Em 2010, a DentalPro conversou com António Roseiro, o presidente do primeiro Sindicato dos Médicos Dentistas, instituição que acabou por desaparecer. Uma década depois, é constituído um novo organismo, o Sindicato dos Médicos Dentistas Português (SMDP), e não pudemos deixar de dar voz a João Neto, o seu membro fundador número um e presidente da assembleia-geral.

Ler mais 11 Janeiro, 2021
Entrevistas

“O nosso foco é a digitalização da ortodontia invisível”

Fundada em 2019, a Impress é uma rede de clínicas espanhola especializada em ortodontia invisível que aposta num serviço exclusivamente digital. Após uma primeira consulta presencial, os médicos dentistas fazem todo o acompanhamento dos pacientes através de uma app. Por meio de uma videochamada com Diliara Lupenko, cofundadora e Chief Operating Officer (COO) da Impress, ficámos a conhecer melhor este projeto.

Ler mais 31 Dezembro, 2020
Entrevistas