Isolada célula do siso que consegue regenerar tecidos

Imagem da notícia: Isolada célula do siso que consegue regenerar tecidos

A célula estaminal do dente do siso é capaz de regenerar tecidos ósseos, hepáticos e nervosos. Esta é a conclusão de um grupo de investigadores da Universidade Internacional da Catalunha.

A equipa liderada por Maher Atari comprovou ‘in vitro’ a capacidade da célula estaminal pluripotente extraída da polpa dentária do terceiro molar, mais conhecido por dente do siso.

Este processo consistiu no isolamento da célula em pacientes com idades compreendidas entre os 14 e os 60 anos.

Segundo a agência EFE, os especialistas usaram o terceiro molar na investigação dado que este é o último dente a desenvolver-se nos adultos e é capaz de proporcionar uma boa quantidade de tecido pulpar para o isolamento das células estaminais adultas pluripotentes.

A investigação publicada na revista Journal of Cell Science concluiu também que as células estaminais pluripotentes estão sempre presentes na polpa dentária, podendo ser isoladas independentemente da sua idade.

6 Dezembro, 2012
Atualidade

Notícias relacionadas