Bruno Montenegro, a propósito da formação em Medicina Dentária

Imagem da notícia: Bruno Montenegro, a propósito da formação em Medicina Dentária

Para este médico dentista, a formação em Medicina Dentária em Portugal tem duas vertentes bem distintas: a formação pré-graduada e a pós-graduada.

“Em termos de formação pré-graduada, estamos a um nível bastante elevado, comparativamente a muitos países e existe reconhecimento internacional disso mesmo. Na formação pós-graduada, existe ainda uma fraca aposta da parte das universidades neste aspeto. Felizmente, existem cada vez mais empresas independentes com ofertas de formação especializada e pós-graduada, porém torna-se difícil em diversas situações perceber qual a qualidade efetiva de uma determinada formação. Questão que poderia ser ultrapassada, na minha opinião, sendo ministrada em ambiente universitário. Existe já, noutros países, a aposta nesta vertente de formação apoiada em centros de estudo e universidades, o que acresce ao valor desta, bem como abre portas à continuidade de uma evolução académica. Estou convicto que a subespecialização acrescenta valor e qualidade à Medicina Dentária portuguesa. Acredito que é necessária e desejável se queremos evoluir no tratamento ótimo dos nossos pacientes. Mas, será a solução para um mercado sobrelotado? Muito provavelmente não isoladamente”.

Toda a reportagem sobre este assunto na DentalPro 81.

10 Setembro, 2014
Atualidade

Notícias relacionadas