Problemas de saúde oral podem condicionar capacidades vocais

Imagem da notícia: Problemas de saúde oral podem condicionar capacidades vocais

A propósito do Dia Mundial da Voz, que se assinala hoje, a Ordem dos Médicos Dentitas alerta para o facto de a oclusão dentária ser determinante para a voz.

As dificuldades de articulação de sons, nomeadamente de letras como o P, B, M, T ou D, entre outras, são uma das características mais comuns que podem indicar problemas da cavidade oral.

Para os profissionais da voz, como cantores, atores, jornalistas e locutores de rádio e televisão, uma boa saúde oral tem importância acrescida, porque qualquer problema pode condicionar o desempenho do trabalho.

O médico dentista Miguel Pais Clemente alerta que “a língua, o palato mole, o palato duro, os lábios e a mandíbula fazem parte dos componentes do aparelho vocal e qualquer problema numa destas estruturas tem influência na articulação da fala e na ressonância da voz”.

Miguel Pais Clemente refere ainda que “cabe ao médico dentista avaliar, diagnosticar, prevenir e tratar as alterações na cavidade oral com implicações diretas a nível da voz, sendo por vezes inclusive necessária uma abordagem multidisciplinar com outras especialidades médicas”.

16 Abril, 2015
Atualidade

Notícias relacionadas

Novembro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de novembro de 2020, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 2 Dezembro, 2020
Atualidade

Grande Prémio Ciência Viva distingue Alexandre Quintanilha

Alexandre Quintanilha foi distinguido com o Grande Prémio Ciência Viva, pela sua ação notável na promoção da cultura científica. Destaque ainda para o Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, galardoado com o Prémio Ciência Viva Educação, e para a campanha de educação “2 Minutos para Mudar de Vida, que recebeu o Prémio Ciência Viva Media.

Ler mais 24 Novembro, 2020
Atualidade

Elixir bucal pode eliminar o coronavírus?

A pesquisa – liderada pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido – afirma que os elixires bucais que contenham 0,07% de cloreto de cetilpiridínio (CPC) estão a mostrar “sinais promissores” na redução do vírus.

Ler mais 20 Novembro, 2020
Atualidade