Branqueamentos ilegais podem ser perigosos

Imagem da notícia: Branqueamentos ilegais podem ser perigosos

Os branqueamentos dentários executados por via ilegal podem posteriormente provocar queimaduras químicas, perda dentária e outros problemas mais graves.

O alerta é lançado pela British Society of Dental Hygiene and Therapy (BSDHT). Michaela O’Neill, presidente, falou no programa britânico Fake Britain que “o público precisa de estar esclarecido sobe o quanto inseguro é o branqueamento dentário ilegal”, devido aos “danos irreparáveis” e produtos perigosos “até mesmo para os profissionais dentários”.

Como se trata de um tratamento dentário, “deve apenas ser realizado por profissionais de saúde oral”, especialmente tendo em conta que segundo normas europeias produtos com mais de 0,1 por cento de hidróxido de peróxido – que está geralmente incluído nos produtos de branqueamento dentário – só podem ser vendidos a médicos dentistas.

“Quando algo corre mal, estas pessoas desaparecem tão rápido como apareceram. Os pacientes têm depois de enfrentar as despesas financeiras e suportar os danos de saúde causados por um tratamento ilegal”, continuou O’Neill, que salientou ainda que casos destes estão a surgir cada vez em Inglaterra.

“Não há necessidade de colocar a saúde em risco permanente e danos severos para se conseguir simular os sorrisos que se vê na televisão”, finalizou.

6 Setembro, 2016
Atualidade

 
imagem
Quer receber a nossa newsletter?
Newsletter semanal com novidades e notícias da medicina dentária. Dirigido especialmente a profissionais do setor.

Vamos guardar os seus dados só enquanto quiser. Ficarão em segurança e a qualquer momento pode editá-los ou deixar de receber as nossas mensagens.

 

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Ana Sofia Lopes concorre a bastonária da OMD

Sob o mote “Já é Tempo de dar Voz aos Médicos Dentistas”, Ana Sofia Lopes apresenta-se como “a médica dentista ideal para liderar a OMD num momento crucial para a profissão e para a saúde oral em Portugal”.

Ler mais 15 Abril, 2024
Atualidade