Saúde oral no SNS “condenada ao incumprimento”

Imagem da notícia: Saúde oral no SNS “condenada ao incumprimento”

Em 2019, o Serviço Nacional de Saúde completará 40 anos e a saúde oral é um pilar deste património social que propõe garantir o acesso universal da medicina dentária à população.

Quando foi criado, o SNS não abrangeu a saúde oral. Esta vertente manteve-se a cargo dos consultórios privados, deixando à margem os segmentos populacionais mais desfavorecidos.

Em consequência, Portugal é o segundo país da União Europeia com piores indicadores neste domínio. A situação tem melhorado, a um ritmo lento, mas não se alterou radicalmente. Há dois anos entrou em vigor o projeto-piloto que possibilitou a inclusão de apenas cerca de 30 dentistas em todo o Serviço Nacional de Saúde.

A promessa governamental de que até ao final desta legislatura – que se conclui daqui a um ano – haveria um médico especializado em saúde oral em cada centro de saúde do País parece condenada ao incumprimento.

26 Dezembro, 2018
Atualidade

PUBLICIDADE
Straumann

Notícias relacionadas

88% dos médicos dentistas não tem salário fixo

O estudo “Diagnóstico à Empregabilidade”, realizado pela consultora independente QSP, mostra que 88% dos médicos dentistas que trabalham por conta de outrem tem uma remuneração variável e a maioria (69%) aufere entre 30% a 49% do valor dos tratamentos.

Ler mais 22 Maio, 2019
AtualidadeMedicina dentária

BIAL comemora 95 anos

“O futuro sempre esteve na nossa história” é o lema das comemorações dos 95 anos da BIAL. A maior farmacêutica portuguesa nasceu no Porto, em 1924, fundada por Álvaro Portela. Hoje é dirigida pelos descendentes de Álvaro Portela, está focalizada na Investigação & Desenvolvimento (I&D) e tem dois medicamentos inovadores comercializados a nível mundial.

Ler mais 20 Maio, 2019
Atualidade