“O nosso foco é a digitalização da ortodontia invisível”

Imagem da notícia: “O nosso foco é a digitalização da ortodontia invisível”

Fundada em 2019, a Impress é uma rede de clínicas espanhola especializada em ortodontia invisível que aposta num serviço exclusivamente digital. Após uma primeira consulta presencial, os médicos dentistas fazem todo o acompanhamento dos pacientes através de uma app. Por meio de uma videochamada com Diliara Lupenko, cofundadora e Chief Operating Officer (COO) da Impress, ficámos a conhecer melhor este projeto.

​Como nasceu o projeto Impress?

Para além de mim, a Impress conta com mais dois fundadores: Vladimir Lupenko, empresário com experiência em startups que se tornam em negócios de sucesso, e Khaled Kasam, o nosso diretor médico e quem lidera toda a parte ortodôntica do grupo. A ideia surgiu no início de 2019, com a abertura da primeira clínica Impress em Barcelona. Além de uma empresa de saúde oral, a Impress é uma tecnológica, pois dedica-se à digitalização da ortodontia invisível e faz o acompanhamento dos utentes através de uma app. Acredito que trazemos algo novo ao mercado! Somos especialistas num único produto, pelo que todo o nosso investimento em tecnologia tem esse foco. Ou seja, concentramo-nos naquilo que sabemos e fazemos bem. A nossa experiência e o número de casos nestes dois anos tornam-nos especialistas neste tipo de ortodontia.

De que forma funcionam os vossos tratamentos?

Após uma primeira consulta presencial, o kit com os alinhadores é enviado para casa do paciente e o acompanhamento do tratamento é feito através de uma app que o coloca em contacto direto e permanente com os profissionais. A cada duas semanas, o paciente deve partilhar na app fotos do seu sorriso, com recurso a um instrumento que vem incluído no kit, para que o ortodontista possa perceber a evolução do tratamento e dar o ok para que o próprio paciente possa trocar os alinhadores. Ainda assim, sempre que o paciente quiser ou sentir necessidade de se dirigir a uma clínica poderá fazê-lo, sendo que não há obrigatoriedade de recorrer sempre à clínica onde iniciou o tratamento. E podemos fazer isso porque todos os tratamentos seguem o mesmo protocolo; a nossa equipa médica está presente em todas as cidades, não trabalhamos com intermediários, e todos os tratamentos são supervisionados pelo nosso chefe de ortodontia. Temos acesso ao historial clínico de qualquer paciente e conseguimos saber em que momento do tratamento se encontra e que necessidades tem naquele momento específico.

Entrevista completa na DentalPro 155/156.

31 Dezembro, 2020
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Somos um sindicato democrático”

Em 2010, a DentalPro conversou com António Roseiro, o presidente do primeiro Sindicato dos Médicos Dentistas, instituição que acabou por desaparecer. Uma década depois, é constituído um novo organismo, o Sindicato dos Médicos Dentistas Português (SMDP), e não pudemos deixar de dar voz a João Neto, o seu membro fundador número um e presidente da assembleia-geral.

Ler mais 11 Janeiro, 2021
Entrevistas

Celio Netzel, fundador e CEO da DSP Biomedical, em entrevista

Celio Netzel é o fundador e CEO da DSP Biomedical, empresa brasileira que “uniu a vivência prática dos mais qualificados profissionais da área da saúde com a precisão e a técnica dos profissionais da engenharia para criar os melhores e mais inovadores produtos nas áreas da medicina dentária, cirurgia bucomaxilofacial e implantologia”.

Ler mais 17 Dezembro, 2020
Entrevistas