SMD: Primeira Reunião Nacional decorre a 26 de junho

Imagem da notícia: SMD: Primeira Reunião Nacional decorre a 26 de junho

A primeira Reunião Nacional do Sindicato dos Médicos Dentistas (SMD) vai decorrer no Pestana Palácio do Freixo, no Porto, no dia 26 de junho.

“Para participar neste evento foram convidadas instituições que intervêm ou representam a classe dos Médicos Dentistas e os colegas que devido à sua participação e/ou realização de funções específicas, ativamente influenciam a vida profissional da classe. Obviamente que desejaríamos poder convidar todos os colegas, mas, lamentavelmente, por evidentes e incontornáveis questões logísticas, tal não será possível, principalmente devido à atual situação pandémica”, explica João Neto, presidente de Comissão Organizadora e Sócio Fundador n.º1 do SMD.

O principal objetivo desta reunião é poder pela primeira vez em Portugal reunir todas as entidades e personalidades de relevo na área específica do exercício profissional da Medicina Dentária”.

“Objetivamente é nosso propósito a união da classe, pois se colocarmos em análise os objetivos presentes nos nossos estatutos, desde logo “… defender as condições de vida e emprego dos Médicos Dentistas com uma contratação laboral segundo os princípios da boa-fé e do respeito mútuo, evitando desse modo situações de precariedade e exploração, participar na elaboração das leis do trabalho assim como no controlo de execução dos planos económico-sociais, …” constatamos que são transversais a todos os Médicos Dentistas e, só com a união de todos, com confluência de ideias, princípios e linhas de atuação comuns, conseguiremos  ter um Sindicato forte e que lute com eficiência pela classe”, afirma o presidente.

Com início marcado para as 16horas, o programa conta com um passeio de barco no Rio Douro, seguindo-se a apresentação científica/mesa redonda com João Pimenta, Raquel Zita e Cláudia Ribeiro. “Iremos abordar os princípios ideológicos que servem de base ao SMD e que estão expressos nos seus estatutos publicados no Boletim do Trabalho e Emprego, n.º 44, 29/11/2020. Vamos procurar discutir e divulgar temas relacionados com a atividade Médico Dentária, as suas características técnicas e saberes. Abordaremos também os seguintes assuntos:  o real custo do funcionamento da prática Médico Dentária e as suas obrigações inerentes, as condições laborais, o estado psicológico e o desgaste físico da maioria dos Médicos Dentistas, a sua relação com a sociedade em geral, os seguros e planos de seguros que efetivamente e deliberadamente exploram os profissionais, o excessivo numerus clausus no mestrado integrado de Medicina Dentária em Portugal e as falsas expectativas dos alunos e respetivas famílias”.

No final haverá um cocktail e sessão solene no Jardim Italiano e um Jantar de Homenagem na Sala Douro.

Para este evento, os participantes podem esperar, segundo João Neto “uma voz ativa e a oportunidade de participarem numa salutar discussão sobre variados temas com especial destaque para aqueles que se enquadram nos objetivos e direitos dos associados do Sindicato dos Médicos Dentistas. É interessante pensar que, já em 1948, quando foi redigida a Declaração Universal dos Direitos do Homem adotada pela ONU se podia ler num dos seus artigos: “Toda a pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha do trabalho, a condições equitativas e satisfatórias de trabalho e à proteção contra o desemprego. Quem trabalha tem direito a uma remuneração equitativa e satisfatória, que lhe permita e à sua família uma existência conforme com a dignidade humana, e completada, se possível, por todos os outros meios de proteção social. Toda a pessoa tem o direito de fundar com outras pessoas sindicatos e de se filiar em sindicatos para defesa dos seus interesses.”

“Até hoje nunca tivemos em Portugal uma associação com esse desiderato e infelizmente no decorrer dos anos assistimos à degradação das condições laborais dos Médicos Dentistas, em parte devido à inércia de todos e também pelo simples facto de sermos uma classe profissional muito centrada em si mesma. Esse paradigma tem que mudar. Em suma, a nossa principal preocupação é estarmos munidos de meios e sabedoria para cuidar o melhor possível da Saúde de Todos os Portugueses”, concluiu o presidente.

O Sindicato dos Médicos Dentistas (SMD) é uma organização representativa de todos os médicos dentistas nela filiados. Com Sede Nacional no Porto, o SMD pretende “abranger todo o território nacional, através de Delegações Regionais no Norte, Centro, Lisboa e Vale Tejo, Sul, Açores e Madeira”.

O SMD foi criado no ano 2020, tendo sido formalmente “constituído a 29 de novembro no Porto, e publicado no BTE nº29\44”.

8 Junho, 2021
AtualidadeEventosMedicina dentária

Notícias relacionadas

DentalPro 159

Nesta edição, destacamos a Unidade Móvel da Clipal, um projeto de proximidade no setor da Medicina Dentária, que realiza ações de sensibilização na comunidade de forma a contribuir para uma área “social mais alargada".

Ler mais 30 Julho, 2021
Medicina dentáriaRevista