Ajuda portuguesa já opera no Haiti

Imagem da notícia: Ajuda portuguesa já opera no Haiti

Duas equipas da Assistência Médica Internacional encontram-se já no Haiti, com um grupo liderado por José Luís Nobre. Também o INEM, com três médicos, três enfermeiros e quatro técnicos de ambulância de emergência, já está no país desde a semana passada. O grupo do INEM prevê que a missão dure entre cinco a sete dias e que se concentre num campo de refugiados com perto de 750 pessoas. A rede internacional da Médicos do Mundo já mobilizou equipas para socorrer as vítimas e de Portugal já partiram os primeiros voluntários.

 

A face do Haiti mudou irremediavelmente na tarde de 12 de Janeiro, com a eclosão do violento sismo de grau 7 na Escala de Richter. Volvida uma semana, a necessidade de reconstruir o país para continuar a viver é a única ambição da vasta população afectada, que conta com o apoio de inúmeras organizações de ajuda humanitária a operar no terreno.

 

Com milhares de pessoas desaparecidas e muitas presas nos destroços, a acção rápida destas instituições assume-se como essencial para este país, onde o número de vítimas não pára de aumentar. Segundo o ministério do Interior haitiano, o número de mortos poderá chegar aos 200 mil.

19 Janeiro, 2010
Atualidade

Notícias relacionadas

OMD organiza webinar sobre licenciamento radiológico

A Ordem dos Médicos Dentistas (OMD) e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA), estão a promover um webinar sobre o licenciamento radiológico, evento online que se realiza na próxima quinta-feira, 29 de julho, pelas 20h.

Ler mais 28 Julho, 2021
AtualidadeEventosMedicina dentária