Estudantes de Medicina no estrangeiro optam por ficar

Imagem da notícia: Estudantes de Medicina no estrangeiro optam por ficar

Os alunos de Medicina que foram condicionados a emigrar por não terem conseguido vagas para estudar decidem cada vez mais ficar a trabalhar no país de destino, afirmou o presidente da Associação Nacional de Estudantes de Medicina no Estrangeiro (ANEME), Tiago Pereira, citado pelo Destak, a partir da Lusa.

Em 2011, segundo a Associação, existiam 900 alunos portugueses a estudar Medicina no estrangeiro, designadamente em Espanha, República Checa e Reino Unido. Para o responsável associativo, a crise em Portugal e “a falta de expectativas” estão na origem da opção.

Tiago Pereira esteve presente na Comissão Parlamentar de Saúde, a pedido de audiência da ANEM, tendo levado como principais preocupações “a realidade dos estudantes portugueses de Medicina na União Europeia, a demografia e empregabilidade médica em Portugal, o novo regulamento do internato médico e o processo de equivalência de curso”.

 

20 Fevereiro, 2013
Atualidade

Notícias relacionadas

Novembro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de novembro de 2020, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 2 Dezembro, 2020
Atualidade

Grande Prémio Ciência Viva distingue Alexandre Quintanilha

Alexandre Quintanilha foi distinguido com o Grande Prémio Ciência Viva, pela sua ação notável na promoção da cultura científica. Destaque ainda para o Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, galardoado com o Prémio Ciência Viva Educação, e para a campanha de educação “2 Minutos para Mudar de Vida, que recebeu o Prémio Ciência Viva Media.

Ler mais 24 Novembro, 2020
Atualidade

Elixir bucal pode eliminar o coronavírus?

A pesquisa – liderada pela Universidade de Cardiff, no Reino Unido – afirma que os elixires bucais que contenham 0,07% de cloreto de cetilpiridínio (CPC) estão a mostrar “sinais promissores” na redução do vírus.

Ler mais 20 Novembro, 2020
Atualidade