É preciso ter cautela!

Imagem da notícia: É preciso ter cautela!

Artigo de opinião da autoria do médico dentista Miguel Pavão:

Mais um ano, mais um grande Congresso da OMD.

É inegável que o nosso Congresso se assume como um evento científico de eleição, com reconhecimento pelos seus pares, congregando o que de melhor há no ecossistema da Medicina Dentária.

  • Colegas, muitos e jovens;
  • Jovens estudantes, cheios de incertezas e ambições;
  • Clínicos, docentes, investigadores com o propósito de enriquecer o seu saber;
  • Indústria, delegados e representantes de marcas e empresas com a importante veia comercial e de tecnologia, que é cada vez mais avassaladora e importante na nossa profissão.

O Congresso que, de ano para ano, bate recordes de assistência, também é um momento de reflexão e de auscultação da classe. Pela sua componente social, feita de encontros e reencontros, conseguimos perceber os problemas do “dia-a-dia” de cada um e que no fundo são os problemas de todos nós.

Esta é uma percepção crescente e preocupante, que se traduz em desabafos de jovens colegas, alguns emigrados e outros com mais experiência e mais anos de profissão que relatam situações que nos recomendam cautela para os tempos futuros como Médicos Dentistas.

Quase em simultâneo, no meio de ambiente de festa e onde quase sempre tudo parece estar bem, almejamos as “boas novas” que são sempre anunciadas com pompa e circunstância, num ato de solenidade na sessão de abertura do Congresso. Aqui, ao longo dos anos, as comitivas de distintos políticos que se substituem em sucessivos governos, vêm dizer-nos “nim” às nossas pretensões.

  • Dizem “nim” a uma carreira médica que continua na gaveta do Ministério;
  • Dizem “nim” à regulação efetiva e que devia ser devidamente exigida pelas entidades a quem pagamos sem piedade nem contemplações;
  • Dizem “nim” às condições precárias criadas aos Médicos Dentistas na integração dos cuidados de saúde oral nos cuidados de saúde primários;
  • E fazem de conta, que não querem saber dos Médicos Dentistas que se amontoam na fuga à precariedade e ao desemprego e em desespero encontram um escape pela porta da emigração.

Neste último Congresso, tivemos a voz de um outsider ou como o próprio Prof. Correia de Campos se intitulou , “um estranho”, que elencou prioridades para os problemas que a Medicina Dentária atravessa, consistindo uma dessas medidas na criação de condições para a fixação de jovens no Interior. A ideia é inusitada e certamente arriscada, mas seria interessante perceber como. Uma vez que o próprio Interior não tem uma agenda, nem uma estratégia política definida para o grave problema de desertificação que assola o nosso País.

Na verdade, são muito os problemas que continuam órfãos de reconhecimento, principalmente pelos dirigentes da nossa OMD, onde só se vislumbra o seu agravamento, sendo por isso essencial ter cautela na forma como os encaramos, como os solucionamos ou mitigamos.

Do mesmo modo, é preciso ter cautela na forma como a integração dos Médicos Dentistas é feita. É que se é incontornável que são cada vez mais os colegas que se inscrevem na OMD, é por essa mesma razão determinante que a OMD transmita com mais veemência os princípios e valores que regem a nossa profissão.

E, neste sentido, a cerimónia de recepção aos novos membros que teve lugar neste último congresso, conduzida pela célebre Filomena Cautela e ator Nuno Távora, afamado pela série juvenil “Morangos com Açúcar”, não deveria ser uma espécie de celebração circense, tendo por base um grande evento de humor, com direito a concurso e premiação de trotinetas, mesmo ao jeito de um “Big Show”.

É preciso ter cautela, pois é pelo exemplo que deve ser sempre norteado pela nossa Ordem, que serve de referência na atuação e comportamento da nossa classe profissional, principalmente para quem está na sua fase embrionária e espera ter uma longa vida como Médico Dentista.

É preciso ter cautela…. com o rumo da nossa profissão! Cautela… para o ano haverá mais, seguramente, desde que não seja a Filomena!

4 Dezembro, 2019
Opinião

 
imagem
Quer receber a nossa newsletter?
Newsletter semanal com novidades e notícias da medicina dentária. Dirigido especialmente a profissionais do setor.

Vamos guardar os seus dados só enquanto quiser. Ficarão em segurança e a qualquer momento pode editá-los ou deixar de receber as nossas mensagens.

 

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

A Patologia Oral no contexto do SNS

André Vilela Alves exerce Medicina Dentária em contexto de SNS, desde 2020, ano em que se tornou Mestre em Medicina Dentária pela Egas Moniz, School of Health and Science.

Ler mais 24 Janeiro, 2024
Opinião