“Não somos oposição, somos a favor dos médicos dentistas”

Imagem da notícia: “Não somos oposição, somos a favor dos médicos dentistas”

Foi exatamente há uma semana que teve lugar em Coimbra a primeira reunião pública da nova Associação Independente de Médicos Dentistas (AIMD). No rescaldo do encontro, falámos com o médico dentista Nuno Meneses Gonçalves, fundador e presidente da associação.

Que balanço faz da primeira reunião da AIMD?

Nuno Meneses Gonçalves: O balanço foi muito positivo. Considerando a fase embrionária em que esta associação se encontra, as pessoas têm vindo a aderir exponencialmente ao movimento e à nossa mensagem. Esta reunião não foi exceção. As pessoas, naturalmente, além dos ânimos exaltados e do pedido de soluções imediatas, demonstravam sentimentos de indignação, receio e mudança. Indignação pela profundidade do buraco que se vai cavando e que continua a aumentar, a inanimidade de dirigentes que não fazem, não querem fazer, ou não sabem como fazer melhor pela classe profissional. A inércia e a falta de proatividade remetem a nossa profissão para o silêncio. Por outras palavras, há que ter a noção concreta de que muito em breve não teremos futuro. Receio de um movimento, há muito pedido e esperado, que se insurge com muita motivação e coragem de interpelar e chamar às responsabilidades os poderes reguladores, ser tomado por oposição ao regime. Há muitos colegas com medo de sofrer represálias por termos a audácia de pensar e agir, mas só querermos o melhor para a profissão. Isto só é admissível se recuarmos ao tempo dos gulags na União Soviética, em que as pessoas eram presas por discursar na praça pública. Infelizmente, ameaças e denúncias são bastante frequentes no nosso mundo profissional. Que fique bem claro: não somos oposição. Queremos trabalhar com todos os que nos abram a porta e, mesmo quem opte por nos deixar de fora, não vai deixar de nos ouvir. A missão que travamos é talvez a maior batalha da história da nossa profissão: a existência de um futuro. Para muitos, esta não é a sua primeira batalha. Para nós, provavelmente não será a última. Será, sim, a derradeira batalha, à qual TODOS somos chamados, desde o recém-licenciado ao potencial aposentado. Não temos soluções miraculosas nem receitas mágicas. Temos um grupo de trabalho focado e motivado, com propostas e muita criatividade, que depende da mobilização de todos para ganhar a legitimidade necessária para ser ouvido.

Saiba mais na próxima edição da DentalPro.

15 Fevereiro, 2020
Entrevistas

Notícias relacionadas

“Pretendemos que esta formação se situe na vanguarda”

Longínquo vai o ano de 1999, quando a base da especialização em periodontologia foi apresentada pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP). Volvidas mais de duas décadas, Ricardo Faria Almeida é o responsável pela nova pós-graduação de Periodontologia e Implantes da instituição portuense.

Ler mais 30 Março, 2021
Entrevistas

“Somos um sindicato democrático”

Em 2010, a DentalPro conversou com António Roseiro, o presidente do primeiro Sindicato dos Médicos Dentistas, instituição que acabou por desaparecer. Uma década depois, é constituído um novo organismo, o Sindicato dos Médicos Dentistas Português (SMDP), e não pudemos deixar de dar voz a João Neto, o seu membro fundador número um e presidente da assembleia-geral.

Ler mais 11 Janeiro, 2021
Entrevistas

“O nosso foco é a digitalização da ortodontia invisível”

Fundada em 2019, a Impress é uma rede de clínicas espanhola especializada em ortodontia invisível que aposta num serviço exclusivamente digital. Após uma primeira consulta presencial, os médicos dentistas fazem todo o acompanhamento dos pacientes através de uma app. Por meio de uma videochamada com Diliara Lupenko, cofundadora e Chief Operating Officer (COO) da Impress, ficámos a conhecer melhor este projeto.

Ler mais 31 Dezembro, 2020
Entrevistas