Futuro da Ortodontia

Imagem da notícia: Futuro da Ortodontia

Dia Mundial da Ortodontia, 15 de maio

O Dia Mundial da Ortodontia assinala-se, anualmente, no dia 15 de maio, e é uma boa oportunidade para falar sobre o futuro da especialidade. Em 20 anos de prática clínica tenho assistido a constantes progressos nesta especialidade, desde o nascimento de dezenas de aparelhos, técnicas e métodos que, constantemente, procuram revolucionar esta área e aumentar a qualidade de vida e a saúde e bem-estar dos pacientes.

Com uma procura pela estética e um crescimento exponencial, na última década, do número de pacientes a procurar tratamento ortodôntico, esta área tornou-se apetecível para as grandes empresas de material dentário e há um negócio de biliões em torno desta especialidade. Cabe aos médicos dentistas entender este movimento e nunca desvalorizar o facto de que 80% do sucesso ortodôntico está no diagnostico e não na técnica.

Com a introdução do CBCT como ferramenta de diagnóstico ortodôntico, a Ortodontia sofreu uma evolução incrível. Actualmente, o diagnóstico ortodôntico pode apoiar-se em: modelos virtuais dos dentes e ossos do paciente (ficheiros STL), fotografias extra/ intra-orais, vídeos, radiografias e exames 3D. Antes da seleção de qualquer técnica, o ortodontista consegue obter um diagnóstico preciso e com recurso a técnicas de Inteligência Artificial fazer, inclusive, simulações virtuais de tratamento ortodôntico.

Em termos de técnica observamos que os brackets tornaram-se obsoletos e a Ortodontia sofreu duas grandes revoluções:

  • A introdução dos mini-implantes ortodônticos, permitindo de forma previsível ancoragem esquelética.
  • A introdução da técnica de alinhadores ortodônticos.

Na área dos mini-implantes ortodônticos temos disponíveis diversas ferramentas que permitem tratamentos mais ambiciosos para os ortodontistas. No tratamento de maxilares atróficos são hoje utilizados disjuntores apoiados em implantes ortodônticos que permitem expansões esqueléticas que no passado eram exclusivas da área cirúrgica. Também a quantidade de movimento possível com mini- implantes tem permitido resultados ortodônticos mais ambiciosos, nomeadamente nas intrusões dentarias e nas correcções de inclinações molares.

A técnica de alinhadores transparentes é, para mim, a grande revolução deste século e acredito que em poucos anos todos os tratamentos ortodônticos serão realizados com alinhadores dentários.

Há um mercado muito apetecível em torno desta inovação ortodôntica, contudo cabe aos médicos dentistas e ortodontistas trabalhar com as marcas e as soluções que apresentam mais garantias de qualidade e eficiência. Cabe ao médico dentista ou ortodontista o diagnóstico, plano de tratamento e inclusive o planeamento digital de cada movimento dentário. Devemos todos investir em formação, que nos permita a atualização de conhecimentos e apostar num ensino qualificado nestas áreas.

O mercado em contínua expansão e desenvolvimento na área dos alinhadores permitirá introduzir cada vez mais melhorias nesta técnica.

No plano de inovações destaco a última inovação introduzida pela Invisalign em meados de abril, “ClinCheck Live Update for 3D Controls”. Com efeito, esta nova ferramenta permite a qualquer Invisalign Provider modificar o plano de tratamento, planear em detalhe cada movimento e aprovar o caso sem

necessidade de recorrer a um técnico. Assim, aumenta a eficiência do sistema e permite um controlo total por parte dos ortodontistas.

Neste sentido, tenho vindo a investir em Inteligência Artificial e Monitorização à distância. São as grandes armas para o futuro e acredito que a virtualização da Ortodontia vai representar a grande revolução dos próximo 10 anos. Actualmente, com a monitorização à distância é possível avaliar a progressão do tratamento ortodôntico sem necessidade de atender o paciente de forma presencial. Com recurso a scanners portáteis e a ajuda de um smartphone é possível monitorizar todos os movimentos dentários, reduzindo a necessidade de consultas presenciais em cerca de 50%.

O futuro da Ortodontia é, sem dúvida, de crescimento, de tratamentos cada vez menos invasivos e apoiada em Inteligência Artificial.

15 Maio, 2022
AtualidadeMedicina dentáriaOpinião


Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

CESPU dinamiza Executive Master

A primeira edição do Executive Master em Gestão e Empreendedorismo em Medicina Dentária decorre a partir de novembro de 2022 e é dirigido a licenciados em medicina dentária, gestão, economia, direito e todos os profissionais que pretendam adquirir conhecimentos nesta área.

Ler mais 4 Outubro, 2022
AtualidadeFormaçãoMedicina dentária