A utopia da saúde oral no SNS

Imagem da notícia: A utopia da saúde oral no SNS

Artigo de opinião do médico dentista José Clemente da Costa, publicado na DentalPro 144.

Depois de repousar uns dias, após a “loucura” do Congresso da OMD, cá estou a escrever o meu ponto de vista sobre a utopia da saúde oral no SNS, respondendo ao distinto Rui Calado, médico especialista em Saúde Pública, in Revista Saúde Oral, que afirma: “Tendo em consideração a sua origem, forma e conteúdo, era natural que instituições ligadas à medicina dentária, profissionais do ramo, administradores de saúde, se manifestassem sobre o assunto. Mas não, não aconteceu nada, apenas se ouviu silêncio”.

Mas sim, e sim porque nem todos se calam e consentem. E, cá estou eu mais uma vez a opinar insurgindo-me contra “a mentira” que é o cheque-dentista. Num país em que o SNS, está financeiramente um “caos”, supra sumos da inteligência querem que seja o cheque-dentista a “tratar” as doenças orais? Estou plenamente de acordo que os cuidados de medicina dentária abranjam todos os utentes do SNS, mas nem pensar apetrechar os centros de saúde, com que dinheiro!… seria efectivamente uma obra ciclópica. A bancarrota já existe, com milhões em débito, agravá-la ainda mais? Em França e na Inglaterra fizeram-no, mas passados uns anos optaram por estabelecer tabelas de honorários dignos, de maneira aos pacientes serem tratados nos milhares de clínicas e consultórios existentes.

Quanto ao alargamento da abrangência do cheque-dentista é opinião de “sapateiro a querer tocar rabecão”. O beneficiário do cheque-dentista tem normalmente direito a três cheques, com um valor total de NOVENTA euros, e este valor destina-se a quem faça uma consulta de prevenção, ou que tenha CINCO dentes para extrair, dois dentes para tratamento de canais e cinco obturações. As radiografias apicais e as radiografias panorâmicas, “ortopantomografias”, não são comparticipadas pelo paciente ou pelo SNS. Portanto, estou contra quem defenda esta mentira. Mas, o que deve ser salientado é o facto de do Minho ao Algarve e Ilhas haver milhares de clínicas e consultórios dentários devidamente apetrechados, e com médicos dentistas altamente especializados, para a cobertura total do país, sem encargos para o erário público.

18 Dezembro, 2019
Opinião

Miele Professional apresenta a solução inovadora Pay-per-use

Notice: Undefined variable: cats in /home/dentalpro/public_html/wp-content/themes/revista-codigopro-2017-v5/single.php on line 71

Notícias relacionadas

Em quem tem confiado a gestão da sua clínica?

Artigo da autoria de Sandra Oliveira, gestora com uma experiência sólida em Gestão, licenciada em Economia e mestre em Finanças, especialista em transformação e melhoria de processos, certificada em Coaching e Eneagrama.

Ler mais 30 Dezembro, 2020
Opinião